Via R�pida

música . espectáculos . anti-critica .



Contactos

�lvaro costa
elvis sandokan
jorge manuel lopes
la peste, rep�rter internacional
miguel quint�o
paulo garcia
ricardo salazar
rui malheiro



Outras Vias

anabela duarte
blind zero
blitz
cody chesnutt
f�rum m�sica
f�rum sons
gregory palast
legendary tiger man
mondo bizarre
new musical express
nirvana
rock's backpages
terceiro anel
xutos


Blogues

a pensar morreu um burro
�gua t�nica e ginger ale
ampola faz pop
anteestreia
automatic stop
aviz
blogacha maria
canal maldito
cinema paraiso
cr�tica lusa
cr�nicas da terra
epiderme
ginjinha
hang the dj
harmonia do barulho
horas perdidas
mar salgado
meliante
music is math
nave dos suspiros
pautas desafinadas
pirilampo m�gico project
ponte sonora
rio ave fc
roda livre
santa ignor�ncia
serendipitous cacophonies
sof� verde
sol da meia noite
trompa
vidro azul
vilacondense
vila do conde quasi di�rio
xway

 


Arquivos

06/01/2003 - 07/01/2003
07/01/2003 - 08/01/2003
08/01/2003 - 09/01/2003
09/01/2003 - 10/01/2003
10/01/2003 - 11/01/2003
11/01/2003 - 12/01/2003
12/01/2003 - 01/01/2004
01/01/2004 - 02/01/2004
02/01/2004 - 03/01/2004
03/01/2004 - 04/01/2004
04/01/2004 - 05/01/2004
05/01/2004 - 06/01/2004
06/01/2004 - 07/01/2004
07/01/2004 - 08/01/2004
08/01/2004 - 09/01/2004
09/01/2004 - 10/01/2004
10/01/2004 - 11/01/2004
11/01/2004 - 12/01/2004
12/01/2004 - 01/01/2005
01/01/2005 - 02/01/2005
02/01/2005 - 03/01/2005
03/01/2005 - 04/01/2005
04/01/2005 - 05/01/2005
05/01/2005 - 06/01/2005
06/01/2005 - 07/01/2005




leitor(es) on-line








�ltimas Actualiza��es








Design: Blogfrocks
Suporte: Blogger
Fotografia: Troy Paiva
Coment�rios:HaloScan

 


domingo, setembro 21, 2003

 

ROCK ON PALMA, PALMA ROCK ON: Um momento muito especial esta semana, foi o encontro historico de gera��es entre Miguel Guedes e Jorge Palma.Creio que n�o teria sido possivel h� uns meses, e n�o apenas porque o click se d� com o novo single dos BZ, a cujas filmagens assisti, na madrugada da passada segunda-feira.E mais importante que a presen�a dos dois em estudio,o momento de televis�o conseguido, e o facto de Palma ter aparecido �s horas, local e dia marcados, foi uma conversa telefonica pessoal a partir do Cais de Gaia, para um famoso e muito celtibero restaurante da Ribeira. A conversa � evidentemente pessoal, mas o que pode ser publico foi o agradecimento com fan , pelo esfor�o enorme que o artista est� a fazer para controlar os seus fantasmas e recuperar completamente o controle da sua vida e carreira. Disse-lhe ainda que provaelmente o melhor est� ainda para vir, e que ao provar que o processo criativo n�o est� dependente do " volume" de substancias inspiradoras, Palma tem ainda uma longa auto-estrada para percorrer.E n�o necessariamente, a que me obrigou ao maior respeito que algum dia terei tido por um artista, ao "apresentar" uma sess�o na FNAC de Santa Catarina em que Palma chegou atrasado mais de 2 horas e num estado que mais do que lamentavel, era indigno da sua condi��o de maior songwriter da sua gera��o...e foi o homem e n�o o artista que respeitei ,naquela bizarra noite de inverno 01/02. N�o creio que nenhum artista merecesse a paci�ncia e sem complexos a arte que tive de inventar, para tornar aquele momento minimamente apresentavel. Mas o homem , sim . E se de alguma forma , o que se passou nessa noite teve alguma influ�ncia no esfor�o que Palma desenvolve para recuperar , ent�o olho para esse momento de uma outra forma,justificando n�o ter abandonado o local, algo que naturalmente me passou pela cabe�a varias vezes.Sem moralismos, sem complexos, sem equivocos, as " musas inspiradoras" s�o mais do que bem-vindas. Se o excesso leva e segundo Blake � sabedoria, n�o tenho duvidas que o dominio das "musas" ,nos leva a uma especie de local inospito e hostil: a ausencia de respeito por n�s proprios. Rock on Palma e obrigado por enfrentares as tenta��es do bairro do amor...and rock on bro

BANDA VISUAL: os mikis habituais que a minha filha devora a esta hora...




escrito por alvaro �s 9:06 da manhã
|




 

ALBUM A SOLO: Ao telefone na Foz , para um grande abra�o de parabens ao enorme Ze Pedro. Pisar o mesmo palco , dos Stones, � um momento especialissimo. De tal forma , que como lhe disse com o loop acido habitual, era de novo tempo de pensar no famigerado album a solo, uma das cenas que repito constantemente sempre que nos encontramos , o que vai e de novo acontecer na proxima semana, para o " desespero" do proprio guitarrista...


BANDA VISUAL: Monica, Alex , Cris e claro o Pedro....




escrito por alvaro �s 2:16 da manhã
|




 

RIP ZEVON: N�o gostaria de deixar de referir a morte de Warren Zevon ; a tour de despedida pelos talk shows americanos, foi uma especie de festival de humor acido em estilo stand up, que amplificou a dimens�o de culto do songwriter . Recordo-o com um ar ironico e aparentemente ausente, durante os variados breakfast in america que tomei, no recomendavel Hugo s; a companhia era inevitavelmente Michael Wolff, o ent�o lider da banda de Arsenio Hall. Inevitavelmente visualizava os Werewolves de Londres, Excitable Boy, Desperados Under The Eaves ou o " hit" Excitable Boy. E bastaria olhar os credits e cruzarem nomes como os de John McVie, Jackson Browne, Lindsey Buckingham, Graham Nash ou mesmo David Lindley, para se perceber a verdadeira dimens�o artistica de Zevon....

BANDA VISUAL: a observa��o calma e tranquila do XPTO compacto de sabado




escrito por alvaro �s 2:02 da manhã
|




 

NAS ENTRANHAS DO ATL�NTICO: A menor quantidade de bloguices, n�o significa desinteresse: pura e simplesmente
o resultado da intenso lan�amento da actual fase dos projectos televisivos a que estou ligado. O termo frenetico, poderia ser perfeito para designar a forma como consegui chegar a tempo de conversar com Chester Bennington dos Linkin Park, apos uma serie de liga��es entre Londres, Porto e Lisboa.Apesar da cobertura que a equipa XPTO daria em caso de azar, e o timing era de 30 minutos, tempo que faria com que a liga��o se perdesse,n�o desejava deixar de cumprir o que estava acordado . E o que encontrei, como v�o ver em breve,foi um artista dedicado( m�o partida, detalhe que a maioria dos critikos n�o referiu) , focalizado e acima da media habitual da prateleira para onde costumam arrumar o seu grupo....

BANDA VISUAL : o segundo opening act da maratona Stones: a historia do lendario Robert Johnson




escrito por alvaro �s 1:41 da manhã
|




 

LITLE RED ROOSTER: a proposito de XPTO: ter�a-feira recebemos os X-WIFE: por coincid�ncia, n�o estarei presente e antes que insistam em quest�es que n�o existem, esclare�o uma vez mais: nada tenho contra a pessoa em quest�o; o que escrevi e mantenho � sobre os exageros e a postura tipo publicity stunt, que me parece desajustada, fora de tempo e sem justifica��es, que as entrevistas recentes indicam. Gosto de liberdades criativas, poeticas e at� de " mentiras artisticas" ; mas quando a pessoa e a persona se come�am a confundir e os bot�es on e off a avariar, o que ainda � cedo para Vieira e acolitos, a coisa muda de tom. Entenda-se: acho piada ao ep, acompanhou-me na VCI, design e enquadramento, existe trabalho e concept: gosto menos do pitch vocal que me parecia por vezes Lydon a 78rpm; mas tomara que existissem muitos discos assim na paroquia. Perceberam? na paroquia; era ao que me referia, que os exageros ,espero, passageiros de Kitten/ Lodger/ Vieira,sejam apenas sinais de alguma confian�a exagerada por um momento de press�o dre mediatica e n�o mais um sinal estilo junta de freguesia , quarto secretario Nacib , em que por vezes a minha cidade parece estar mergulhada...

BANDA VISUAL : ainda Wyman.




escrito por alvaro �s 12:17 da manhã
|




 

AOS ZIG ZAGS PELA RUA ACIMA: Ainda Stones: sexta -feira � dia de zig zag warriors TV, no XPTO; com a ajuda de Simon Plaza Pra�a nos pratos e Indiana Man, como Keith Richards, Jose Pedro Reis e Miguel Quint�o v�o levar.nos backstage: como � meu bom costume, ficarei na regie a manter a ordem ...

BANDA VISUAL: os campos de algod�o do Delta...




escrito por alvaro �s 12:06 da manhã
|




 

DJ PASTELEIRA CITY: Mas sobre Stones h� mais: local secreto,simpatico e muito portuense. Quinta-Feira o DJ Pasteleira City , o pior da cidade, � o anfitri�o de uma makakada, express�o que o inefavel Dean Martin .,entenderia, ao apresentar no seu show de TV, Los Stones ,dessa forma bem menos carinhosa com que eu trato os meus amigos..stay tuned folks

BANDA VISUAL: bill wyman fala de Ry Cooder




escrito por alvaro �s 12:03 da manhã
|




 

PIEDRAS ROLANTES: Em fundo , a visita guiada de Bill Wyman ao Delta; vai ser o ponto de partida de uma maratona Stones planeada para ter�a feira na FNAC da baixa do Porto; a seguir a historia de Robert Johnson, e s� depois os headliners: vamos come�ar com Rock and Roll Circus, o banido programa de TV, logo a seguir Stones in The Park e o monumento � dem�ncia chamado Gimme Shelter: pelo meio uma incurs�o ao mundo de Keith Richards para seguirmos com 5X5 , o documentario historico que nos vai levar at� ao inicio de90, para terminarmos com o material mais recente: pelo meio, um bilhetinho....� na FNAC , baixa do Porto por volta das 3 da tarde..

BANDA VISUAL: A viagem ao Delta de Bill Wyman




escrito por alvaro �s 12:00 da manhã
|

 



quinta-feira, setembro 18, 2003

 

FERNANDO CAMEIRA .: Estava a fazer uma visita pela blogosfera e descobri o blog do veneno eficaz, do Fernando Cameira, que conhecia como mentor e guitarrista dos idembarra, uma das bandas que mais me surpreendeu este ano, atrav�s do ep "O bem, o mal e o riso" e de uma actua��o ac�stica na TSF, que recomendo. Fiquei chocado ao perceber que o fernando morreu e relatou-nos, at� quase ao �ltimo dia da sua vida, a sua luta contra um cancro - doen�a que me toca particularmente. Os seus textos s�o manuais de luta e reflex�es delicadas sobre um fim que chega a um ritmo galopante. tudo vale a pena ser lido com a aten��o que este Pensador e Artista desconhecido para a maior parte do p�blico merece, mesmo quando tudo se resume a uma frase : De que s�o feitos os sonhos? - perguntou-nos antes de partir.

Ele, como o prova em cada um dos seus espa�os, sabia melhor do que n�s de que eram feitos .

e ficar�o, para sempre, neste cantinho .




escrito por rui �s 2:48 da manhã
|

 



sábado, setembro 13, 2003

 

RINGS OF FIRE: J� volto.




escrito por alvaro �s 9:50 da tarde
|




 

COMIDA, DIVERS�ES E MUSICA: Foi mesmo uma noite agradavel: quente, aromatica e embrulhada na incomparavel paisagem, da ribeira portuense vista de VNG. Valeu a pena , aturar as filas e a habitual confus�o que rodeia o Cais.Confesso que n�o conhecia o restaurante, e que
apenas me desloquei 3 vezes � zona e sempre por razoes profissionais.Para alem de espreitar de perto, o espectaculo acustico dos Fingertips( eles v�o estar no XPTO de segunda-feira) , o que me motivou ainda mais , foi e de facto, o simpatico convite do Nuno Chanoca, um ex funcionario da Universal, agora ligado � promo��o e management , e �s carreiras dos Fingertipis e zediseaneonlight. Creio que o Porto, tem muito a ganhar com a forma muito directa e objectiva que caracteriza o seu trabalho.

BANDA SONORA: a estreia de Reality , antecipando a " entrada em campo" da versao acustica e orquestral dos Fingertips




escrito por alvaro �s 9:49 da tarde
|




 

Tony Visconti: gostava de agradecer ao ricardo padua o envio do url do site de Tony Visconti, que observei segunda-feira passada em Londres, onde o mestre americano se refere ao projecto de Flak, aos concertos de Kristeen Young e ainda a um artigo de Nuno Galopim, traduzido " sob a press�o" de um jantar lisboeta.Se existem coisas que ainda supreendem nesta cena dos blogues � a comunica��o pura , sem mais objectivos do que criar verdadeiras " teias " a partir de um centro invisivel..

BAND VISUAL : a biografia dvd de Cash a apresentar este domingo na FNAC




escrito por alvaro �s 9:22 da tarde
|




 

VIDEOS E OUVIDEOS NA NOITE DO PORTO: Amanha � noite e depois da celebra��o de uma carreira e desde este fim de semana de uma memoria, irei espreitar a realiza��o do video clip dos Blind Zero e de Jorge Palma; mais do que as imagens para uma especie de making of com selo XPTO, � uma especie de apoio moral ao realizador, o " jovem " Gon�alo Madail, com quem passei um bom peda�o de tarde ao sol de Matosinhos.Acredito muito no seu futuro at� porque e essencialmente conhe�o bem o seu passado. A localiza��o � secreta e nocturna, e o que se espera � que Madail se prossiga o trabalho que fez com os LF Cool, Sally Lune e Ace; uma oportunidade que o artista ir� aproveitar para dar mais um passo seguro...

BANDA VISUAL: ainda Johnny Cash e os DVD que irei utilizar durante a sesa� de amanha na FNAC da baixa...




escrito por alvaro �s 9:16 da tarde
|




 

Cash 2: o encontro faz-se �s 5 da tarde: e nao tenho duvidas que a descoberta da verdadeira dimens�o do artista, na� vai deixar ninguem indiferente. S�o 2 , os DVD para apresentar e comentar: e apare�am sem pr� ou preconceitos, O meu agradecimento ao Daniel Pinho, Alex FX Fernandes, Sandra Rodrigues e Jorge Coelho por terem permitido esta sess�o extra, que desejava apresentar, mesmo que alterando por completo os meus planos domingueiros....

BANDA VISUAL : as explica��es de Rodney Cromwell para as can��es de Cash; neste momento explica os contextos emocionais de Sunday Morning Coming Down, entre o pecado de sabado e a reden��o de domingo...




escrito por alvaro �s 9:02 da tarde
|




 

OBRIGADO MAN IN BLACK: Hello! My name is Johnny Cash. Vai ser assim que vamos prestar a homenagem devida ao homem de preto.Country, rockabilly, rock and roll, folk, gospel ou pura e simplesmente musica da America. Leram bem ,da AMERICA, e n�o dos Estados Unidos, conceito frequentamente confundido.A viagem que vou propor, evitando o estupido reducionismo que o termo country costuma implicar, poderia iniciar-se com a chegada da opera britanica e o respectivo cruzamento com a ministrelsy dos negros , nas assembleias religiosas, que e segundo relatos da epoca, perturbavam os brancos. Juntem os Medicine Shows, estilo feiras de bugigangas e de banhas da cobra, "animadas" por artistas de todos estilos conhecidos e desconhecidos, e os numeros de circo do PT Barnum e encontram simploriamente , a raiz da espantosa viagem da musica da America, pelo mundo fora.Alguem me disse que , um dia se descobre Cash, sem saber porqu�: no meu caso foi re-descobrir com Ring of Fire na vers�o de Stan Ridgway e o regresso a uma memoria sonora perdida , na vertigem do novo, na reciclagem profissional necessaria e permanente, que muitas vezes nao nos permite espa�o para observar os "os aneis de fogo" que a musica de Cash desenvolve.Confesso que � , quando realmente posso, o que escuto no p�p�, ou em casa, uma verdadeira banda sonora da condi��o humana. O minimo que poderia fazer era, dirigir-me � FNAC propor a sess�o de amanha. N�o sei se v�o l� estar 3 ou 4 pessoas, mas mesmo que n�o exista resposta emocional, o facto de o poder fazer, �-me suficiente para devolver a " brutalidade" emocional , e os momentos em que a musica de Johnny Cash , acompanhou varios momentos da minha vida.Ainda guardo casettes de 1 dolar que me " guiaram" pelas viagem de milhares de milhas que fiz por fora e por dentro.
Obrigado Man in Black, Rebelde com causas.

BANDA SONORA: an anthology of the man in black, compra premonitoria e casual , no incomparavel Helter Skelter...




escrito por alvaro �s 8:56 da tarde
|

 



terça-feira, setembro 09, 2003

 

PLATINI DA BOLIVIA E O CAFE CORCEL: vou bazar...afinal o cafe pertence a bolivianos, um deles primo do Sanchez...o fim da picada....
brevemente , blogadas do outro lado..other side...whatever
desejem.me boa viagem.
ac




escrito por alvaro �s 8:07 da manhã
|

 



segunda-feira, setembro 08, 2003

 

SIGN OF THE TIMES: agora sim, regresso ao west end, blade runner soft, linguas planetarias disparadas em movimentos loop.Missao cumprida. Espalhem a noticia, o seculo xxi da pop cultura arrancou definitivamente em Londres, a 8 de setembro de 2003. AmenFiquem bem....love u all

Banda sonora. JAZZY B e os sons que marcaram o meu inicio de 90, em Londres onde estou fisicamente. Sao 10 horas and in France a skinny man died of a disease with a big name,11 years old boys and their idea of fun is being on a gang called the disciples high on crack, toting a machine gun....september my cousin tried reefer for the very first time , now he is doing hoirse. its june.peace u all: encontramo.nos no Lincoln Park de Santa Monica...a beira Tejo




escrito por alvaro �s 11:59 da tarde
|




 

BOWIE BIBA: BIBA BOWIE




escrito por alvaro �s 11:59 da tarde
|




 

BOWIE, 18H, 44 MINUTOS, 29 SEGUNDOS, JUNHO DE 1996: "Vamos acabar como comecamos: com new killer star; desta forma isto parece a twilight zone..." e poucos minutos depois da trip, com a comidinha tailandesa a exigir a minha presenca, ( 12 horas depois posso dizer que nao esperou..la se foi o arroz com ananas) sentado num canto digitalmente infecto, de facto parece.me irreal , que ha poucos minutos atras , o meu rosto tenha sido um das centenas , que espreitou algo de muito especial e que como os outros sentiu que fazia parte de um daqueles momentos que so se vivem uma vez... E quando alguem realizar um filme chamado Velvet Digimine, a historia deste dia 8 de setembro de 2003 sera contada sob a forma de citizen kane. So que desta vez ,sei que sou testemunha ,que posso dizer que estive la, a ver como a nocao de espectaculo seculo xxi , se vai desenvolver vertiginosamente.Acho que merecem a vertigem de sentir fome, e de estar num sitio que nao gosto, para assinalar the Return of The Disco King, uma das cancoes do ano....o que isso quer dizer e que aguardo a fundacao do think tank viarapida, para pensamentos , makakadas e cenas. Didi trata disto e de arranjar o politburo do comite central. Fecha.se um restaurante e saimos para a rua tipo Detroit 69, com os MC5 , Mitch Ryder e os Stooges...e para que saibam que sao os primeiros a conhecer( provavelmente em todo o mundo, nenhum jornal revista ou media poderia ter feito o que fiz....)o que aguarda os portugueses ,que a antena 3 vai convidar( com o apoio Xpto) : a expectativa, a tensao nos rostos e a mais do que provavel ausencia dos manic street preachers do edificio das Amoreiras,eles proprios a olhar o futuro, vai ser substituida pela certeza ,que vao assistir a um momento , um daqueles momentos que a pop cultura nos oferece sem aviso previo.Vou ter a honra e o privilegio de vos recontextualizar , o que Bowie nos ofereceu a menos de 30 minutos.Que melhor prenda poderia ter para calma e solidamente regressar a uma forma de fazer Radio, de que tenho enorme nostalgia mas cuja atraccao soube controlar e dominar?

Banda Sonora> a versao 2003 de hello spaceboy, enquanto na radio marca de hamburgers, escuto under pressure.Ironia suprema, ate porque o que obriga Bowie a permanentemente se reinventar? o mesmo respeito que o levou a ligar pessoalmente a um reporter de comunicacao de uma radio nacional, de um pais sem nehuma importancia no cointexto internacional,34 segundos antes do inicio da entrevista marcada, pedindo desculpa por ter adiado da 1.30 da tarde, para as 6.45. Eram 6. 44 e 29 segundos e ao atender o telefone no estudio, nunca imaginei , o hello alvaro mais surpreendente da minha vida profissional. Que esta historia conste para que todas as estrategias, mentiras criativas, delirios e invencoes tenham como base ,algo pelo menos parecido.....




escrito por alvaro �s 11:53 da tarde
|




 

BOWIEBOWIEBOWIEBOWIEBOWIEBOWIEBOWIEBOWIEBOWIE: Talvez nao o esperassem , mas vim a correr para um estabelecimento hamburgueiro, equipado de infectos teclados, para vos dizer que viv a melhor noite de musica da minha vida. Nunca vou envelhecer, disse o artista pop mais importante do seculo XX.e O PROXIMO ALBUM ESTA PRONTO. Em mais de 60 ecrans , pelo mundo fora vivemos um momento que vai definbir a historia da cultura pop deste seculo.Ao escutar Hang on To Yourself ,a poucos metros da celebracao original, gritei que ziggy was in the house. Este ziggy , conta historinhas, ri.se de si proprio, e transformou.se num especie de stand upm comedian, em registo digital. Hilariante, comovente, historica , a noite bem que a partir dos Riverside Studios, senti que faco parte da historia , como espectador. Em 1973 , ziggy desceu a terra a poucos metros de distancia, no templo construido num obscuro seculo xx.Portugal devera ver tudo isto na proxima semana: a minha tribo, e desculpem a confianca, e a primeira a olhar a espreitar uma noite inesquecivel....

banda sonora. the new killer star, ele mesmo o dorian gray da pop a um metro ....fui groupie sim. e depois?....




escrito por alvaro �s 11:38 da tarde
|




 

:




escrito por alvaro �s 4:31 da tarde
|




 

BIBA A DONA URRACA, O TWINS E O GRIFFONS: Notem o titulo anterior: Porto sounds 70, parece uma daquelas edicoes da "minha" decada.E agora , o que realmente quero dizer:nada contra o que quer que seja, mais vale tarde que nunca, e os habituais lugares comuns. Percebe.se que se pretenda uma festa popular de qualidade, e de apresentacao de um legitimo prjecto urbano..Apenas se lamenta que seja apenas em Setembro que se realize algo ,com ou sem selos de gabinete de Presidencia, ou o que quer que seja que as autoridades municipais queiram "designar" para, definirem o que deveria ser uma politica coerente e diversificada.Agora um flashback ao dia de ontem: subia Covent Garden com Jorge Manuel Lopes do Blitz e comecamos a falar de alinhamentos.Sem mais, sem simpatias, antipatias, sugestoes, criticas e ate , pontos de ordem a varias coisas que bem o merecem.Nada pessoal, politico, profissional. Apenas: alinhamento para Porto Sounds , edicao 2004. Caracteristicas: popular de qualidade, rock, blues com ou mais bagaco, cimbalino ou francesinhas do Cafe Luso ....
Ja perceberam, o que parece ninguem quer ver , nos momentos em que se deitam foguetes, se apanham canas e se danca o fandango: quem poderia substituir , a finura celtibera do Rei Rei, a carga de granito dos BZ, a saudade dos exilados em Lx, Godinho e Veloso? no caso deste , pelo que as minhas mais do que crediveis fontes me contaram, parece que o musico estava exilado em Vladivostock, desde 1984, tal foi a profusao de Porto para aqui e para li, de biba o Porto e o "Joaquim do Corcel" e o "Antonio da Cufra", e mais Porto e ate se compram uns sapatos e se come bem e somos todos muito simpaticos.. e o Porto escuro, a baixa e agora o animal e biba o Porto e a Ribeira cheia de animacao e ate se podia falar do Pixote e do Armaestrondo, e do Mercedes ainda mais pequeno e das chouricas da Pipa Velha e do Cafe Luso e do empregado perneta e as francesinhas maradas. Ai o Luso ja fechou? foi a bofia? vamos ja fazer uma cena, e partir tudo....e a ribeira de Gaia , nao esta no Porto? pois, so em 2034...ainda temos gaia de um lado e porto do outro...resumindo: os cliches e standard que alguns amigos de Lisboa me falam antes de eu lhes mostrar um Porto que de facto nao conhecem de lado nenhum.,,,
Mas vamos ao jogo: se houver Sounds 2004 quem la pomos? os mind da gap ou o ace a solo? dealemas ou os canadianportuguese Renderfly? o manuel cruz a solo? o visualmente " piro" Silky? o muito ron wood Slimmy?os arte e oficio e os psico, com o serginho aindo todo flipado, ou a reuniao tipo premio nobel da paz entre o Portugal e o grande Barreiros, tipo Steely Dan, 18 anos depois?porque nao os Grace, e o conjunto da ex mulher? talvez o dj pasteleira city a tocar Charley Patton, ou Skip James e o meu amigo Indiana a fazer discursos.Porque nao reunir as putas do rock and roll Turbo Junkie e acrescentar os Ornatos agora Azuis? Mafras remisturados pelo meu amigo Alex FX ou ainda o simpatico Rui Kid, numa super banda com os Dr SAX?a lista continua e bastaria olharem para o alinhamento do ultimo ritual para se perceber que temos um problema, A cidade que em 80 mandava , nao existe mais, nem se consegue descortinar como as suas cenas do tipo bolsas e cliques o vai conseguir tao cedo. Exceptuando Abrunhosa, que deveria estar em promocao e remasterizacao internacional, nada do que esteve em Palco , nasceu depois de 70 para as lides.Foi um cocncerto de classic rock a que so faltaram os Bananas , os Prece Oposto, AlucinaEugenio e o Falecido Alves dos Reis, mais o grande Ze Ferrao e a sua versao dos The Call misturados com Gun Club.E o que tem o meu amigo e artista Sergio Godinho,que respeito e admiro( e ele sabe.o bem) a ver com o Porto desde que Julia Beck e o seu Living Theater o levaram para paragens longinquas? Paranhos aqui tao longe, Sao Bento ao Quelhas tao quente e gingao, com a cabeleira do meu idolo de infancia Artur Garcia e Cabo Verde na Estrela:com auto estradas, comboios e avioes que fazem as duas cidades suburbia uma da outra,nem creio que isso seja necessario. A questao e esta: com os biba o Porto, os maiores e o Porto para aqui e para ali, e biba o Porto e mais bibas e somos os maiores amplificados por estres " regressos" de Vladivostock a beira Sintra, e outros numeros do genero para os quais, eu Alvaro Costa,como profissional de comunicacao nascido em Massarelos , Porto, e morador na Pasteleira, a 50 metros da Foz dos pobres, nao tem a minima paciencia , muito menos quando sao e assinale,se legitimos momentos de palco, transformados na celebracao de cliches que apenas e so prejudicam a afirmacao da MINHA cidade , embriagada com estes filmes,.E com estas cenas esquecemos da dura realidade: o som do Porto parou em 84, ou talvez na era acida jazz de finais de 80 e claro no hip hop de 90, na ascencao limitada pela real politik dos Ornatos, pela transformacao dos Cla em animais de palco e popularidade.E no palco 1 apenas Abrunhosa( que ja na os e apresenta a serio ao " mercado " portuense desde as confusoes do Coliseu>Alfandega e os mesmos Cla , eles igualmente da fornada inicios de 90,poderiam atrair mais de 5.000 pessoas no contexto gratuito em que esta festa se desenrolou.Desde entao, vivemos de Portos sentidos , por sentir e por fazer....

BANDA SONORA. umas mexicanadas engracadas




escrito por alvaro �s 4:27 da tarde
|




 

COMPILACAO PORTO SOUNDS 70: Ainda o Porto Sounds: nao faco ideia do que se publicou . Como produtor de um programa de televisao de pop cultura, geri a presenca de equipa e o acesso .Aqui o papel importante daqueles que de facto gerem o talento no palco, como o ainda jovem e por isso mesmo com margem de progressao , Didi.Ja me perguntaram se " vi, ouvi ou disse".Nem vi, mas ouvi e agora vou dizer: devido a inventada Radio Placebo e demais compromissos com as antenas 1 e 3 da RDP, e naturalmente face a carga de trabalho que um programa diario acarreta, nao tive qualquer hipotese, mas tambem nao creio que, e de consciencia tranquila, o fizesse, caso tivesse tempo ou disponibilidade.O que quero dizer com isto , torna.se simples: em Portugal confunde;se , demasiado, o profissional e o pessoal.Nao tenho qualquer simpatia para com a actual gestao municipal, estou tao longe ou tao perto como com o " regime" anterior.Isto e: a minha vida seja ela qual for nao depende de alinhamentos ,ou de proximidades ou de afastamentos. Mas como produtor executivo de um programa como o XPTO, tomei a decisao de acompanhar a iniciativa.Por muito que tenha reservas , ou melhor que existam uma ou duas coisas a dizer,,,,

BANDA SONORA. alguem diz: hey julio, cancoes de fronteira, pistoleiros do amor tejano e chicano....so falta aparecer o hearry dean stanton




escrito por alvaro �s 3:47 da tarde
|




 

VIRGIN: Um prazer , saber que a Jwana Godinho, stressada a um grau, que me faz recordar , a forma como ninguem compreendia que apenas tivesse 36 segundos, para alguns dos visitantes que surgiam , por vezes sem aviso, na Rathbone Place, no edificio onde hoje se encontra a CNN.A " sorte" da Jwana tem excactamente a ver com isso: nos minutos que foram possiveis ter, expus o que fui fazer a Ladbroke Grove, onde se encontra a Virgin Records. E ela Explicava algo interessante , durante os poucos minutos de conversa de que dispusemos na esplanada do edificio da Harrow Road. Ser label internacional significa , um continuo e permanente movimento horario, mais de 200 mails por dia , mas tambem a possibilidade de evoluir de uma forma que nao se consegue no nosso pais.E se uma profissional na posicao da Jwana tem de olhar para o jardim atlantico, tal como ele efectivamente se apresenta( reduzido e bizarro mercado discografico;apetecivel mercado de musica ao vivo), tambem permite alguns golpes de asa, que vao continuar a surpreender

BANDA SONORA. No inicio do Verao apresentei os The Thrills;no inicio do Outono, parece que temos banda...no radio do cafe peruano ou colombiano onde , vos blogo a todos...




escrito por alvaro �s 3:37 da tarde
|




 

LETS ROLL: Bowie 2003

BANDA VISUAL E SONORA E CRIATIVA E DIGITAL

bowie 2003




escrito por alvaro �s 10:30 da manhã
|




 

PEACE: Queria dedicar estes minutos de ciberlondrinice, a todos, repito TODOS, que contribuiram para os piores e melhores anos da minha vida. Charing Cross, ja ca estava quando cheguei em 1988.Corri os mesmos passos de hoje , como dizia o Viriato Teles num magnifico artigo desenhado a partir de um taxi, sob uma vertigem alucinante.A diferenca ]e que a inveja , a estupidez , a pequenez me dilacerava. Sentia.me culpado de estar aqui , de ter uma oportunidade para a qual lutei aos limites das forcas de alguma inexperiencia de quem chega a esta cidade com 28 anos.Sentia.me confuso face as maiores alarvidades que escutava . Em 2003 tambem dedico a TODOS , o meu orgulho pelas coisas BRILHANTES que fiz nesta cidade.Finalmente olho para esses tempos da unica forma possivel, com a sensacao que suei a camisola da minha DIGNIDADE a limites que so familia e amigos conhecem. Voltarei a este assunto e memorias importantes e acima de tudo a sensacao de paz em regressar suavemente a um sitio onde se calhar sempre pertenci...

BANDA VISUAL . dedicar estes segundos a memoria de Artur Nascimento Costa , o meu pai, que faleceu em Agosto de 1990, sem me avisar.E a Michael Hutchence que entrevistei ainda zombie, 4 ou 5 dias depois, num pequeno e confortavel hotel londrino




escrito por alvaro �s 10:28 da manhã
|




 

DEALERS E PIRATAS: Poderia estar aqui horas, neste infecto ciber. Onda cafe dos malditos, onde so falta o Baudelaire e o Beck a beberem absinto.Vou ao Helter Skelter, a pior melhor livraria do mundo.Pior porque se trata de um antro pior do que este. Melhor porque nao existe um sitio assim em todo o mundo.Sonho. Um de cada para Leixoes. Entrega em camiao Tir.Vou comprar a biografia do dealer de Keith Richards.....a serio.Creio que Depp a leu para o incomparavel pirata Sparrow. Para voltar ao assunto , muito em breve.

banda visual. ainda os olhos da jovem que esta a ler a Ms London....mesmo em frente. O que posso fazer....




escrito por alvaro �s 10:16 da manhã
|




 

SCOLARI 5.1 SURROUND EM PIXEL DE VOLTA PARA ONDE ELE QUISER: Deve ser a primeira tour digital da historia.Do epicentro londrino, " a Dama" vai estar em todo o mundo. Hoje o Ocidente, Europa e America do Norte incluidas.Digi espectadores vao participar no evento a partir das " igrejas" onde os fieis planetarios se vao concentrar.Portugal perde metaforicamente por 0/3, resultado das tacticas de uma versao digital daquele senhor de bigode ,com sotaque e ar de quem nos esta a enganar a todos, que todos gostamos em especial no Porto. O que se vai passar hoje , talvez venha a ter mais importancia do que eu proprio estou a pensar.Possivelmente , o que chamamos de salas de cinema vao ser templos digitais, abencoados em 5.1, sob um chuva de pixel.Em Portugal, nao era possivel tecnicamente receber este evento live. Nenhum cinema esta equipado( ainda) para receber a hostia digital.Dizem.me....a pelicula, e o som que temos hoje serao uma especie de memoria tao "divertida" e tenue ,como os dias em que a RTP fechava para a Pascoa...

Banda Visual. e os olhos aqui tao perto




escrito por alvaro �s 10:10 da manhã
|




 

UM GAJO FALA DA BULGARIO< O RUSSO DO CIBER DESATINA, O JAPONES PARECE O CHE GUEVARA E BOWIE , EM 5.1.: Cruzem Scary Monsters e Lodger.Acrescentem batida e poder, a la Tin Machine mais actual.A Reality do Duque, a ver logo a partir dos Riverside Studios.Conto as hours...e comeco a sentir o friozinho que indica que estamos perante um mega acontecimento

BANDA VISUAL .os lindos olhos castanhos que estao a minha frente...




escrito por alvaro �s 10:01 da manhã
|




 

SARDINHAS PORTIMONENSES E BARNEY HOSKYNS: ligo para o telemovel do boss Barney Hoskyns, surpresa , tinha chegado de Portugal, Portimao para ser exacto, Sardinhas e sol.Esta tarde , falamos, mas a infuencia do sol e do peixe, parece ser seria e ainda persistente.Perguntou.me se tinha o numero dele, para marcarmos encontro....

Banda sonora. as dezenas de singles que comprei.




escrito por alvaro �s 9:57 da manhã
|




 

JWANA : 10.40 am. Onde comprava dezenas de livros a precos imbativeis, fica esta infecta ciberlandia.O oriental que se encontra a minha frente, est]a com o ar de quem vai lancar um mega virus...primal sceam, ou o "livro choque", sou o dealer de keith richards....( quem tem acesso a este jardim digital que corrija os erros deste brit teclado), Daqui a pouco vou para Harrow Road, Espera/me a Jwana Godinho...

Banda visual. a chamada telefonica de ontem para o Ricardo Carvalho....vais entrar com a camisola de Portugal no jogo inaugural no nosso estadio....




escrito por alvaro �s 9:53 da manhã
|

 



quinta-feira, setembro 04, 2003

 

1972, o ano de josh rouse : foi o ano em que o rapaz nasceu e por isso a ideia de fazer um disco como se estivessemos em 1972, um disco de epoca como os filmes
josh rouse acrescenta mais um magnifico punhado de can��es ao seu rico e aveludado portof�lio
� um disco que deve ser ouvido muitas vezes, o ideal para a ressaca do ver�o que est� ai � porta
� tb um disco feito para a r�dio, pena que a r�dio n�o n�o esteja feita para discos como este
it�s a shame

banda sonora: josh rouse - 1972




escrito por miguel �s 4:04 da tarde
|




 

the rock, the roll and madonna: foi para mim o momento mais rock�n�roll dos vma�s deste ano ultrapassando e muito a actua��o dos metalica. estou a falar da abertura da cerim�nia com a ousada e surpreendente actua��o de madonna que mais uma vez deu a volta ao texto conseguindo deixar uma plateia de pares , uns com um sorriso nos l�bios, outros com a boca aberta, mas todos de p�
se spears e aguillera fazem da sensualidade a sua imagem de marca, talvez nunca o tenham conseguido fazer como desta vez e s� madonna pode ser culpada disso .
os metallica parecem-me estar em claro esfor�o, mas tb a banda atravessou um mau bocado nestes ultimos anos.
a experiencia destas coisas diz-me que as coisas n�o est�o muito bem. uma coisa � sermos jovens e agressivos aos 20 outra � tentar manter essa postura nos quarenta com chorudas e interminaveis contas banc�rias , fica a sensa��o de algo que n�o bate certo




escrito por miguel �s 3:57 da tarde
|

 



terça-feira, setembro 02, 2003

 

RIO EM LISBOA; N�O, AINDA N�O � DESTA QUE SANTANA LOPES SE TRANSFERE PARA A PRA�A HUMBERTO DELGADO: A indica��o que tive � que o escritorio j� est� montado e a funcionar, numa das areas mais elegantes da capital. Os encontros com personalidades e entidades prosseguem a um ritmo que indica que ultrapassadas as reservas e conseguidos os apoios financeiros internacionais , a edi��o do Rock in Rio em Lisboa, vai mesmo ser uma realidade. Nomes de artistas , iniciativas e at� de figuras mundiais ligadas � informatica, paz mundial e at� um ex presidente dos Estados Unidos poder�o vir � capital, em Maio de 2004. Como Reagan " est� noutra", Al Gore n�o chegou l� , e Nixon n�o dever� ser visto neste planeta t�o cedo, n�o ser� dificil adivinhar...

BANDA VISUAL: a maratona Jon Stewart na SIC Radical. Fa�am j� um canal 24/7 , uma especie de Stewart Channel em perman�ncia....




escrito por alvaro �s 3:03 da manhã
|




 

JUNHO, 2001: Nem era preciso insistir , mas a observa��o de revistas cruciais na defini��o das pop -tend�ncias , com alguma dist�ncia, � um dos meus exercicios favoritos.� o caso da influente e poderosa Entertainment Weekly, publica��o do grupo AOL Time Warner.Uma das edi��es mais esperadas do ano, chama-se It List, uma especie de quadro de honra dos que t�m "onda" criativa.A lista � demasiado grande, mas na musica , encontramos a " banda de garagem " com mais onda: uns tais White Stripes. Ano de edi��o, 2001, sinal obvio que o " fenomeno" n�o aconteceu ontem, nem foi criado em laboratorio, como alguma imprensa nacional continua, " orgulhosamente s�" a querer demonstrar...

BANDA SONORA: a entrevista de Michael Bloomberg, mayor de NYC a Jon Stewart. Ser� que os pomposos Gabinetes da Presid�ncia, e outras hiperbolicas denomina��es, ter�o tempo para gravar estes momentos?




escrito por alvaro �s 2:46 da manhã
|




 

ZIG ZAG WARRIORS: Estou a rever , as imagens da visita dos Zig Zag Warriors ao estudio da NTV. Mais do que observar criticamente, o que considero , um belo momento de televis�o pop, gostava de registar o profundo respeito que tenho pelos dois Guerreiros, e agradecer a viagem de 350 kms,e as historias da carochinha , divididas entre a maresia do Tavi � Foz e os aromas de marisqueira matosinhense. Tudo supervisionado pelo Mayor da Rua de Gondarem, MIguel Bacelar e pela cada vez mais
" portuga" Saul Davies ...

BANDA SONORA: as can��es de 1972, de Josh Rouse, n�o me saem da cabe�a....




escrito por alvaro �s 2:23 da manhã
|




 

STONES ZONE: J� estou numa especie de Stones zone; no entanto, parece que ainda existem uns pormenores a definir totalmente, mas s� mesmo um terramoto, poderia impedir a romaria � Lusa - Atenas.Simpathy For The Devil, You Cant Always Get What You Want e ainda Gimme Shelter, s�o as escutas obrigatorias, entre Pasteleira City, e Espinho.S� mais uma coisa: se tudo correr bem, todos acreditam que os proprios Stones ou os seus representantes dir�o que sim, � banda convidada...E j� agora, sim a qu�, ou melhor a quem?

BANDA VISUAL: adorei o que ouvi, algures na Republica Independente de Gondarem, do album recente de Josh Rouse, 1972




escrito por alvaro �s 1:53 da manhã
|

 






    Webset Copyright © Blogfrocks